Usando outras linguagens na placa Intel Galileo

Olá a todos,

comentamos em um post anterior que é possível desenvolvermos projetos em C++ ou Node .JS utilizando nossa placa Intel Galileo e também executar diversos programas ao mesmo tempo.

Mesmo quando escrevemos nossos programas em outras linguagens podemos utilizar os pinos da nossa placa de forma semelhante quando escrevemos nossos skecths. Para controlar os pinos da Intel Galileo Gen2 devemos utilizar as bibliotecas libmraa e UPM. Essas bibliotecas já estão presentes na imagem que montamos em outro post.

A biblioteca libmraa permite controlarmos os pinos diretamente de forma simples, assim como fazemos em nossos sckecths. Ela possui interfaces para desenvolvermos nossos programas em C++, Javascript, Phyton e Java. A documentação da biblioteca libmraa é encontrada no link http://iotdk.intel.com/docs/master/mraa/.

A biblioteca UPM (Usefull Packages & Modules – Pacotes e módulos úteis) possui classes prontas para lidarmos com uma grande quantidade de sensores e motores e outros componentes, simplificando o desenvolvimento de nossos programas. Dessa forma podemos utilizar uma classe para controlar algum componente ao invés de manipularmos os pinos, o que nos salva tempo para aprendermos a lidar com o componente, desenvolver o código e testá-lo.

A lista completa dos sensores suportados pela biblioteca UPM é encontrada no link: http://iotdk.intel.com/docs/master/upm/modules.html. Já a documentação da biblioteca é encontrada no link https://github.com/intel-iot-devkit/upm/.

Veremos nos próximos post como devemos montar nosso ambiente de desenvolvimento para escrevermos aplicações em C++ ou Node .JS para utilizarmos em nossos projetos com a placa Intel Galileo

Um abraço e até o próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *